Reformulação de TV Universitária

Reformulação de TV Universitária

No ano de 2014 tive a honra e o prazer de trabalhar na Unisa – Universidade de Santo Amaro. Essa tradicional instituição da Zona Sul de São Paulo estava passando por um processo de reformulação em diversas de suas áreas. Eu participei desse projeto atuando como gestor da TV Unisa entre os anos de 2014 e 2015.

Diagnóstico

O departamento de Ensino à Distância da Unisa precisava de uma reformulação, após passar muitos anos sob a mesma gestão. Além de produzir e transmitir as aulas do sistema de EaD, a TV Unisa também serve como suporte laboratorial para os cursos presenciais de comunicação, realiza registro e a produção de áudio dos eventos da faculdade e, finalmente, produz conteúdo de televisão para o CNU (Canal Universitário de São Paulo) e para o canal da faculdade na internet.

A primeira etapa do trabalho de reestruturação foi a elaboração de um diagnóstico das necessidades do departamento. Assim que me juntei à equipe, iniciei um processo observação e entrevistas com todos os 18 funcionários do time.

Após duas semanas eu tinha em mãos um mapa das necessidades do departamento. Isso inclui tanto as necessidades estruturais, como as relacionadas à equipe e aos fluxos de trabalho. Esse diagnóstico inicial foi o que orientou todo o processo de reestruturação do departamento que eu pude executar ao longo de quase dois anos.

Todas as mudanças que conseguimos realizar, algumas delas bastante desafiadoras, só tiveram êxito por conta do comprometimento da equipe com o novo projeto. O melhora no clima de trabalho no departamento foi o primeiro resultado que obtivemos. A equipe se engajou e realmente abraçou a causa, favorecendo a todos nós.

Gestão de Pessoas e Fluxos Internos

Um dos principais desafios nesse trabalho foi o de aproveitar o potencial ocioso do departamento, além é claro de otimizar os processos que já vinham sendo executados regularmente. Para isso, era preciso conhecer melhor os colaboradores e suas capacidades. Como eu já havia entrevistado todos eles na etapa de diagnóstico, agora era possível escalá-los para as tarefas que eles tinham maior potencial de executar, seja por possuírem as habilidades necessárias para a função, seja pela vontade de fazer atividades que lhes davam mais prazer.

Esse processo foi desafiador pois ao mesmo tempo em que eu trazia as mudanças na organização e nas tarefas, precisava passar segurança para a equipe durante o período de transição. Essa otimização deu resultados e conseguimos atingir os objetivos desejados pela reitoria. O departamento de multimídia foi adicionado à minha gestão e ao final tínhamos 32 pessoas trabalhando na estrutura da TV Unisa. Um projeto que levo com carinho pelo tamanho do desafio, pela confiança que recebi e pela parceria incrível das pessoas que conheci ali.

TV Unisa e Equipe Pedagógica em Dezembro de 2015

 

9 de janeiro de 2017