A arte imita a vida

A arte imita a vida

Se a afirmação no título deste post for verdadeira, podemos esperar obras incríveis de ficção envolvendo política e investigação policial nos próximos anos. Nem mesmo os melhores roteiristas do mundo seriam capazes de imaginar uma trama política tão complexa e cheia de reviravoltas como a que temos visto no Brasil nos últimos tempos.

House of Cards

Até mesmo a galera do House of Cards, que considero a melhor série original da Netflix, reconhece a genialidade por trás da trama política brasileira. E esse tweet deles de ontem após explodir a notícia envolvendo o Michel Temer?

 

Adeus bipolaridade

Se há dois anos as pessoas se dividiam entre coxinhas e mortadelas, atualmente podemos dizer que todos fazemos parte da mesma gororoba. As revelações feitas nas delações premiadas e as provas coletadas pelo MP e pela PF em suas operações só demonstra que a corrupção não tem partido. Além disso, elas escancaram um fato cada vez mais difícil de negar: no mundo político, o discurso está sempre muito distante das ações.

É natural que alguma sujeira suba ao ar quando se começa a passar a vassoura no chão. O que precisamos agora é de paciência e de tolerância durante essa faxina. Vamos passar por mais uma tormenta no Brasil, mais um ciclo de instabilidade e incertezas. As pessoas estarão nervosas, seja pelo desemprego, pela piora na situação econômica ou pela raiva contra essa roubalheira toda. E vai ser preciso paciência para atravessarmos essa lama.

Eu tenho a tendência de sempre olhar para o lado otimista da coisa. A boa notícia é que um país melhor emergirá disso tudo. Somos uma nação reconhecidamente corrupta, mas que está se reinventando. Já tiramos dois presidentes do poder. E ao que tudo indica, tiraremos o terceiro.

Essa confusão toda de agora nada mais é do que o Brasil se tornando um país melhor. Se antes pouca gente se interessava por política escondendo-se atrás do bordão ‘tudo acaba em pizza’, hoje esse assunto não sai das pautas dos jornais e da mesa dos bares. Há muita gente acompanhado tudo bem de perto.

Por mais bipolar que o debate tenha sido nesses últimos tempos, é importante que ele exista e que evolua também. Muitas vezes a política parece ser o reino da teoria, das visões de mundos ideais e perfeitos. Bem, esses mundos nunca vão existir, afinal a realidade é sempre muito mais complexa do que uma visão apaixonada de sociedade.

É preciso olhar para o presente e tomar ações práticas, seja pelas urnas, pelas ações da polícia ou pelo o que você faz no seu dia a dia. E não deixar nossas visões apaixonadas de mundo nos cegarem para a realidade que está na nossa frente, tornando-nos capazes de dialogar e construir em conjunto as soluções para os problemas que temos enfrentado.

Vamos em frente, sempre.

Roteirista e Produtor Executivo de TV, atua há 10 anos no mercado audiovisual com passagens por produtoras independentes, emissoras de TV aberta e fechada. Montou a Origina em 2015 para se tornar produtor independente, com foco em agenciamento de roteiristas, criação de conteúdo e planejamento. É diretor de Comunicação da ABRA - Associação Brasileira de Autores Roteiristas e sócio-fundador da GEDAR -Gestão de Direitos de Autores Roteiristas. Meu perfil profissional está disponível no Linkedin

0 Comentários

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

dezessete − 10 =